Home - Análises - Campeonato Brasileiro - Campeonato Paulista - Copa das Confederações - Curiosidades - Diversos - Especial - Jogo Rápido - Mundial de Clubes - Na Arquibancada - Notícias - Pode isso, Arnaldo?


« « Cinco dias de jornalismo esportivo | Jogo Rápido no De Chaleira » »
_________________________________________

Vem pra Caixa você também?

Antes mesmo do início do Mundial de Clubes FIFA, o Corinthians já foi um dos assuntos mais comentados nos blogs, sites de esporte e redes sociais nesta última semana. O motivo, o novo acordo de patrocínio master com a Caixa Econômica Federal.

Depois de cerca de sete meses sem patrocinador principal, afinal a Hypermarcas não renovou em abril, finalmente o alvinegro da capital terá uma marca estampada na parte frontal da camisa.

Com o apoio do segundo maior banco estatal do país, o Corinthians poderá arrecadar cerca de 240 milhões de dilmas até o fim de 2013. O contrato tem duração de 13 meses, podendo chegar a 25 se renovado em 2014, e a Caixa pagará 30 milhões por ano, com o adicional de 1 milhão referente ao último mês de 2012.

A nova camisa já estará no próximo jogo contra o Santos, pois, só tendo jogado a última temporada, com este patrocinador, ela poderá entrar no Mundial.

A CEF é patrocinadora de diversos esportes brasileiros, mas, por ser o Corinthians, é claro que ia dar pano pra manga. Não no sentido de “corintianos perseguidos” e sim por se tratar da relação entre um dos maiores clubes brasileiros atrelado a um banco sustentado pelo Governo Federal. É óbvio que o assunto iria render, assim como se fosse no Flamengo, Inter, etc.

O dilema é: a Caixa recebe grande quantia do Governo Federal, governo este que arrecada dinheiro da população através dos impostos, ou seja, o povo sustentará o Corinthians?

Porém, para se ter um patrocínio estatal é preciso uma administração limpa, comprovada através de diversas documentações. Além disso, a parceria será de maior utilidade para CEF do que para o alvinegro, afinal, mais do que uma empresa do Estado, ela é uma instituição que precisa de clientes para funcionar e, ter sua marca estampada em um clube popular, em boa fase, só trará benefícios.

Não podemos fechar os olhos ao fato de ser dinheiro público em jogo, algo que sempre irá gerar discussões em qualquer área. Por isso, o Corinthians, em sua grandeza, conseguiria outro patrocinador de grande porte, sem causar tanta polêmica e antes mesmo da final do campeonato. Ou seja, teve um dedinho do Lula lá.

Escutados os dois lados, consolidada a parceira, que ela traga benefícios a ambos, sem deixar de lado o interesse público!

 

Sobre Ana Carolina Teixeira


Jornalista. Apaixonada por fotografia, cinema e futebol. Uma torcedora fiel ao alvinegro do parque São Jorge e que não nega as origens, faço parte do bando de loucos. Torço, visto a camisa, choro quando toca hino e xingo o juiz.


2 Comentarios

  1. César disse:

    Belo texto, amor ! Sendo Corinthians é claro que o povo vai inventar teorias e mais teorias, mas o choro é livre né !? rs.

  2. Pennie Shamas disse:

    Congratulatioins on reaching your destination. Well done… as they say in Ireland.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>